Nome científico:

Agrotis segetum (Denis & Schiffermüller, 1775)

Família:
Noctuidae

 

 

 

Ovo: forma esférica, mede cerca de 0,5 mm de diâmetro, cor branca. Lagarta: coloração cinza atinge 5 cm comprimento. Pupa: coloração castanho-avermelhado medem 16 a 20 mm comprimento.

Adulto: coloração geral do corpo e asas anteriores castanho-acinzentada e asas posteriores hialinas a branco-sujo. As asas das fêmeas são geralmente de cor mais escura e sem desenhos aparentes. As antenas dos machos são bipectinadas, nas fêmeas são filiformes. Envergadura: machos 34,2 – 44 mm; fêmeas 38 – 44,6 mm.

 

Habitat e Ecologia

Encontra-se em diversos tipos de habitats preferindo locais quentes e mais secos. As fêmeas depositam os ovos isolados, podendo a fecundidade variar entre 800 a 1200 ovos.

Lagartas têm hábitos noturnos, são escavadoras e ocultam-se no solo, enrolando-se sobre si mesmas quando perturbadas ou em repouso. A lagarta é polífaga, alimenta-se, tal como A. ipsilon, de várias espécies de uma grande variedade de culturas tais como: Solanáceas, Cucurbitáceas e Crucíferas. Mas também pode ser encontrada em plantas infestantes dos géneros Amaranthus, Chenopodium, Malva e Senecio. Hibernam no solo durante o Inverno e pupam na primavera. Pupa: encontrada no solo a uma profundidade de 1 a 6 cm. Adultos emergem da pupa durante o dia, mas são ativos apenas durante a noite.

 

Período favorável à observação

Espécie bivoltina. Os adultos podem ser observados durante quase todo o ano, sendo mais abundantes nos meses de maio a novembro.

 

Distribuição

Encontra-se amplamente distribuída em Portugal e na Europa.